SEBASTIANO RAIMONDO

CELEIRO DA PATRIARCAL

12 de nov’22 a 15 de jan’23

PARTILHAR

VENCEDOR Prémio BF22 –  Bienal de Fotografia DE VILA FRANCA DE XIRA

SEBASTIANO RAIMONDO

REDUCE-RE

Esta pesquisa imagética iniciou-se em 2007 com o projeto “Ter lugar, imagens de uma ideia de paisagem” e teve uma primeira síntese na exposição “Assuntos da paisagem a sul” (Tavira 2017). “Reduce” é quem volta para casa e o sufixo “-re” indica reiteração no tempo. “Reduce-re” para mim é uma possível genealogia da paisagem nas Madonie, na Sicília.

O símbolo da ilha refere-se ao mito da górgona Medusa, à forma tripartida da ilha e ao uso que os romanos faziam do território na produção de trigo para o império. Achei natural indagar o assunto através da fotografia porque no mito da decapitação da Medusa encontra-se uma origem da fotografia1, e porque na palavra paisagem há uma analogia entre o gesto de plantar uma semente e aquele de enterrar um corpo2.

A Medusa da bandeira siciliana tem cabelos de trigo, o ato de cortar a cabeça liberta a sua beleza originária e reitera, no ciclo de plantar e recolher a semente, a modelação da paisagem e a tribuição do sentido de lugar3. Até há pouquíssimos anos atrás, a superfície agrária e o peso relativo ao produto do cultivo eram medidos em “salme” e “tumoli”: as mesmas palavras que identificam o corpo do defunto e o seu túmulo.

REDUCE-RE

menu1
menu2
menu3
menu4
menu5